quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Holmes, Sherlock Holmes


Delicioso. Embora do resto da minha família ter detestado, e diria quase odiado se eu tivesse a mesma opinião, eu adorei. É complicado, sim admito. E comprido. Mas o enredo, a banda sonora, a cor, e o Jude Law (tinha de o referir, era um crime se não o fizesse) ajudaram em tudo, tudinho. O meu pai, ao meu lado adormeceu aí umas três vezes, a minha mãe acenava negativamente em cada cena de pancada, isto é, a cada dez minutos.

Da próxima vez, já prometi a mim própria, vou sozinha. Ou então levo o rapaz do cinema. Ah, é verdade, ainda não contei disto. Um dia destes.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Ele é quase perfeito, mas...

Há rapazes que simplesmente não deviam existir. São minimamente giros, simpáticos, queridos até. Conseguimos conversar uma noite inteira com eles se for preciso. Fazem-nos rir. Mas... e depois de tudo isto, não arrebatam o nosso coração. Não há o click. Não há paixão nenhuma. E é exactamente quando te apercebes disto que te apercebes também de é esse mesmo rapaz que está caídinho por ti.
O que é que acontece? Ficas num beco sem saída. Não queres ser mázinha com ele por ele não merece. Porque ele é fofinho. Mas também não lhe podes dizer que sim, porque vais estar a mentir a ti própria. Mas também não te queres afastar dele porque ele te dá atenção. E sejamos sinceras: todas gostamos.
Assim sendo, eles não deviam existir. Só servem para nos atormentar a vida. E o ego. Mas esse acabava por ficar melhor se depois não tivesse de andar às voltas. Que diabos.

Ai

a minha vida. Ah, é verdade. Feliz Natal a todos. Que eu não seja aclamada de ser mal-educadinha.
Pronto, eu estou um bocadinho irritada. Só isso. E só por estar a escrever aqui já me está a deixar ainda mais. Não sei, talvez seja do tempo, do dia, de mim. Tudo o que oiço, tudo o que faço está-me a irritar. Não me apetece.
Aliás, apetece. Apetece-me deitar, tapar-me com os cobertores e dormir. Dormir, dormir até este pesadelo acabar.

Calma Buu Maria

Com 25 anos já era altura de ser menos impaciente mas na verdade acho que estou cada vez pior. Será possível que andei desesperada para come...