Mensagens

A mostrar mensagens de 2010

2010, 2010

Imagem
Afinal, afinal as resoluções sempre se concretizam.
O melhor ano da minha vida. E muito assim de longe. Foste um ano solidário comigo 2010. Deste-me o que nenhum ano me tinha dado até agora. Uma maturidadezita que veio com os 18, a noção da realidade com a tão falhada candidatura a teatro, o apaixonar-me por Lisboa. Mas, e mais que tudo trouxeste-me alguém para amar. E alguém que me ama. E se isso não é só a melhor coisa do mundo, então não sei o que é.
Ah! E quanto a resoluções? Já que elas se concretizam... que tal ganhar o euro-milhões? Pronto, pronto, não querendo abusar da sorte, que tal... ser assim muito feliz contigo?
Imagem
Acabado de ler, só me apetece dizer o seguinte: este livro é tão mas tão maravilhoso.

é que irrita-me mesmo.

E já que estamos numa de bloguices, se há coisinha que eu detesto é a existência de certos que são autênticas farsas. De pessoas que eu conheço com estes olhinhos que Deus me deu e que se fazem passar por outras. É que uma coisa é criar um blog e encarnar uma personagem, outra é dizer que se é assim, usar-se o nome, pedir opiniões que na realidade cairiam no ridículo, fazer comparações que não lembra a ninguém, contar histórias inventadas! Quando eu sei que não é. E é que isto não é um blog anónimo (assim como o meu, que está aqui num cantinho da blogosfera e não incomoda ninguém) não. O blog a que me refiro tem bastantes seguidores (duas ou três centenas creio eu) completamente crentes na existência de tal pessoa. Santo Deus me dê paciência para estas coisas. E se eu fosse uma pessoa corajosa dizia quem era e pronto acabava-se o conto de fadas. Mas sou uma coninhas e fico calada.
desculpem, eu sei que não perceberam nada do que disse, mas estava a precisar de deitar isto cá para for…

numa vaga tentativa de colmatar a minha falta de jeito para estas coisas de blogs e sabendo que já vou quase quase tarde demais

Imagem
FELIZ NATAL! :)

olhe, fachabôr

Imagem
é uma coisinha destas aqui para o sofá para ver se me dá vontade de ir estudar para os exames, pode ser? Obrigada.
e é assim que um mês passa a voar.

o que o excesso de frio faz às pessoas

A best chega a Portugal (weeee), e olhem lá umas das primeiras frases que me diz:
'o piloto no avião disse que cá estavam 5º graus, estava à espera de mais. Mas lá também não estava muito frio, só estavam uns cinco negativos'

nostalgia de bolso.

Nestes dias que antecedem o Natal - em que devia ficar feliz e cheia de espírito natalício - fico sempre do mesmo jeito. Já me conheço. O famoso espírito só me atinge dois dias antes de 24, e é quando é tão cedo. Em vez de cantar 'All I want for Christmas is you' e pensar em casacos quentinhos, cachecóis, lareiras, árvores bonitas, luzes, (publicidades bonitas da Coca-Cola), fico sempre nostálgica, saudosista.
De momento, está-me a atingir e de que maneira, a falta de amor que tenho ao meu curso. Ao curso, aos professores, às cadeiras, às pessoas, à praxe, a Coimbra. Não me interpretem mal, gosto muito de Coimbra, mas a cidade é como família. E pela família temos amor incondicional. Está-me a fazer falta a novidade, a descoberta, sítios novos para ir, caras novas para ver, coisas que eu queira de facto aprender. Está-me a fazer falta uma cidade que me apaixone e que eu acorde todos os dias com um sorriso só porque vivo nela.
A verdade é que não sinto que nada daquilo seja meu.…
Imagem
Sabes que tens o melhor namorado do mundo quando ele atravessa a santa terriola de um lado ao outro, de noite, a pé, só para te ver uns minutinhos - porque é de noite e os teus pais não podem descobrir que saíste de casa - porque está cheio de saudades tuas ♥
E é quando me perguntam três vezes com um ar incrédulo 'tu tens namorado?' que eu conto até dez e respiro fundo. Às vezes não me fazia mal nenhum explodir e dizer umas verdades, mas sou sempre uma cobardezinha e fico calada a fazer um sorriso amarelo.
Imagem
- Tu gostas de mim, certo? Ele acenou com a cabeça e respondeu um 'gosto' claro e sincero. - Muito? - Sim. - voltou a responder com um suspiro e com um olhar de 'é-tão-óbvio-que-és-uma-tonta-em-me-estares-a-perguntar'. - E não te fartas de mim? - Não. – respondeu ainda num sorriso e num olhar de ‘isso-é-capaz-de-ser-uma-coisa-impossível-nos-próximos-tempos’. – Porque é que havia de… - e o resto da frase ficou entregue ao silêncio. - O que eu te queria dizer é que... É que te amo. Muito. - despejei com uma velocidade terrível. Ele olhou para mim com um olhar divertido. - Não percebi nada do que disseste. - Ohh. - Não estou a gozar, diz. - Estava a dizer que... te amo muito, mas tu estragaste o momento. A cara dele tornou-se afável e fez um sorriso. Aquilo tinha-lhe agradado. No entanto, ele estava confuso. - Tanto tempo, quase uma hora... para conseguires dizer isso? - Só digo às pessoas importantes. - Oh, está bem. Fez-se um silêncio. Não daqueles constragedores. Os silêncio…
e que saudades tenho eu do secundário e de quando todas as disciplinas eram razoavelmente simples e fáceis e quando eu até gostava das estudar.
e ainda numa maré de meter nojo a muita gente...

desculpem lá, mas parece que isto veio para ficar ♥

zombies

Há pessoas que nós pensamos que já estão enterradas e que não voltam à vida. Pois é mentira. São zombies, e como tal, nunca morrem.
Ora pois este meu amigo, já vosso conhecido, revelou-se ser assim. E mais que zombie é uma pequena besta egoísta. A querida namorada fartou-se dele e então quem é que ele achou que estaria sempre aqui para ele? A vossa querida Buu. Ora a vossa querida Buu fez o favor de nem lhe responder. Afinal, anda feliz demais para se importar com mortos-vivos.
Mas uma pessoa egoísta há-de ser sempre uma pessoa egoísta e ele não desistiu. Ah ela não quer nada comigo? Então tentemos com a melhor amiga. E assim foi. Esta besta não sabe estar sozinha. E eu detesto - simplesmente detesto, faz-me uma espécie dos diabos - pessoas assim. Que não gostam do outro, gostam apenas da companhia.

Mood: in love.

Imagem
E nem sequer me importo com o frio, com estar doente, com o meu joelho que está negro e verde e de todas as cores, com o monte de trabalhos que tenho de fazer, com a frequência de terça que vem, com o facto de o meu irmão descobrir, com outras raparigas invejosas que até são giras. Não me importo nada. Para já - e durante uns bons tempos - sou só sorrisos e felicidade. E sabe tão tão bem.
inserir aqui uma qualquer música toda pirosa ao gosto do leitor. sugestões? para já e assim de repente estou-me a lembrar de 'o amor é mágico' dos Expensive Soul - lá lá lá ♥

Tu és qualquer coisa.

Imagem
Assim qualquer coisa fora do normal. Não és básico, não és simples. Roças ali a perfeição de uma maneira que nunca vi. E eu, eu estou tão bem contigo.

Coisas estúpidas que só acontecem a quem? A mim, pois claro #1

Imagem
E começa hoje uma nova rubrica. Pois o nome diz tudo, por isso não percamos mais tempo.
Uma pessoa como eu, com 18 anos, que tem problemas de coordenação e de equilíbrio, aliadas à trapalhice total faz de mim alguém perigoso. Essencialmente, para mim própria. Ora ontem, resolvi ter um ataque de rebeldia e pensei 'bolas, tenho 18 anos, estou em plena adolescência e ainda não fiz nada que possa contar mais tarde aos meus netos'. Não. Estou a mentir. Eu não pensei. Por isso é que aconteceu o que aconteceu.
Ontem, por volta da meia-noite (e já depois de ter visto o fantástico HP) resolvi subir umas escadas rolantes pelas que estavam a descer. Quem nunca pensou em fazer isto que se acuse. E estava a correr bem. Não é assim tão difícil. Pois não, não era.
Estava a correr bem até o meu equílíbrio (ou a falta dele) darem de si. Dei uma valente queda em plenas escadas rolantes. Conclusão: tenho o joelho completamente inchado, dorido e com uma bela de uma ferida. Resultado: mal consigo …
Imagem
amanhã, com as meninas lá vamos nós. pelo menos durante 2h e meia.
Já estou outra vez doente, com ranho (palavra mais linda), e dor de cabeça e tudo e tudo e tudo. Haja sorte.
Imagem
Podia escrever um texto bonito, mas isto chega: gosto tanto de ti.

Eu tenho a mania que sou do contra

e até faltar pelo menos - e já me faz bastante comichão não ser só no início de Dezembro - um mês não há cá árvores de Natal, nem canções, nem espírito natalício que o valha. Recuso-me.
e depois há dias em que todas as dúvidas vão embora e deixam uma calma no ar que chega a ser palpável. depois há dias em que não podíamos ser mais felizes.
detesto de morte acordar de manhã cheia de dúvidas, e deitar-me com elas ainda a moerem-me o juízo.
Imagem
e o que eu adoro este filme.

Trabalho chato parte 2: Starting.

Imagem
E aí vou eu, completamente sem vontade para o meio do mato com um cestinho de verga. Não há de ser nada. Espero eu.
Ai Deus, eu gosto tanto de me enganar a mim própria.

Trabalho chato parte 1: Done!

Imagem
Imaginem que têm uma cadeira deste semestre que não é difícil, não o é de todo. Mas é chata, aborrecida, dá sono até mais não. Agora imaginem terem um super trabalho a esta cadeira que envolve saídas de campo e tudo.
Imaginem agora o meu sorriso de felicidade quando já acabei a primeira parte deste trabalho, pronto a ser entregue amanhã. Wee!
E estou a tentar não pensar que a partir de Domingo começa a parte dois.
Imagem
E lá fui eu. Ver este filme, por sinal bem engraçado. Nem sabia que os franceses tinham um sentido de humor tão apurado. E não, o filme não vai ganhar nenhum Óscar, mas eu gostei bastante.

e sim, aqui fica o trailer, mesmo tendo a certeza de que vai ser quase impossível alguém perceber alguma coisa.

Ser infeliz está (definitivamente) na moda.

Bolas, ainda não é desta que sou fashion.

te rere re, te rere re

Bones - The Killers

Could you please buy some culture? #2

Imagem
Isto vai ser muito mais difícil do que o imaginado. É certo, eu sabia-o. Chegam as aulas e não há tempo para nada. Nem para ler, nem para ver filmes, nem para ir ver peças de teatro, nem para ir ao cinema. E quanto à última também se prende muito com a falta de compatibilidade de horário com quem eu hipoteticamente poderia ir. Parece-me que a opção 'lá vou eu outra vez ao cinema sozinha' está de volta.
Mas serve este post para dizer: eu ainda não me esqueci, e eu ainda não desisti.

Já foi há um ano

o dia em que esteve a chover - muito muito - mas mesmo assim fui para a Serenata e a ouvi a capas meias com a minha madrinha. Já passou um ano que andei pelas ruas de Coimbra vestida de flor, com um penico a pedir dinheiro e a cantar até me doer a garganta. Já passou um ano desde que as minhas melhores amigas vieram só para me ver, elas ainda gente do secundário. Ontem o dia não foi tão especial para mim, afinal já passou um ano. Foi especial sim, para elas que vestidas de nerd e de anime informática fizeram a festa. Foi especial sim, para a minha caloira que é a melhor do mundo. Combina comigo e tudo. E foi um orgulho, dos grandes, baptizá-la com o nome de 'Mimi'. Combina com ela.
o tempo voa.

wow wow wow

Qual Top5 qual quê! O concerto do MIKA vai ficar como o segundo melhor momento deste ano até agora (apenas ultrapassado pelo facto de ter feito a pior cadeira do primeiro ano e não ter de voltar a olhar para ela). Muito, muito, bom.Valeu a pena as três horas de pé à espera. E tinha visto o concerto todo outra vez. Só vos digo três coisinhas: o rapaz só pode ser hiperactivo, canta que se farta e faz um espectáculo absolutamente memorável.
e sim, eu queria ter aqui umas fotos tiradas por mim, mas o meu telemóvel não sabe tirar fotografias à noite, e o meu carregador da máquina fotográfica ganhou pernas e fugiu de mim -.-
Vejam este vídeo pelo menos a partir dos 4 minutos e reparem só no que ele faz com o nariz! Absolutamente fantástico.


Coisa deprimente, eu

Pois só ontem é que descobri que o Zé Pedro dos Xutos não é o baterista como eu pensava, mas sim o baixista. Vá, podem-me bater à vontade.
Imagem
Pois hoje (e depois da Serenata péssima de quarta) é dia de Latada e lá vamos nós. Não que esteja muito ansiosa por ouvir os Xutos, mas já estou a precisar de mandar tudo aos ares e fingir que não tenho nada para estudar/fazer o fato da caloira (ainda nem começado)/ e que no domingo tenho uma saída de campo que vem mesmo a calhar /outros problemas muito bonitos que é melhor nem falar.
P.S.: só faltam três dias para o Mika!

Eu devia

neste preciso momento levantar-me do sofá, descer as escadas, ir buscar a pasta que tem uma bela sebenta lá dentro, pegar na sebenta e no estojo, dirigir-me com eles ao escritório, sentar-me e começar a ler e a decorar tudo o que lá vem. Afinal só tenho teste na quinta e a serenata da Latada é já amanhã. Para não falar que amanhã também só saio as cinco.
Mas não. Para já estou a falar com a best no Skype e depois vou ver Lost. Que alegria, pois é? Pois é.

Ok, ainda não estou assim tão desesperada...

Imagem
'Sem mensagens novas! Se quiser alguma coisa para ler, tem sempre o Google News.'
Hoje apercebi-me do quão triste é o meu email aqui do blog. Nunca recebeu uma mensagenzinha de um seguidor mais querido nem nada que se parecesse. Nem sequer lá chegou alguma vez spam!
e, por exemplo, hoje, era um bom dia para que certas pessoas que estão na Suécia estivessem aqui comigo.

Orgulho

Estão a ver aquele miúdo que apareceu nos Ídolos hoje com uma t-shirt amarela e um casaco preto? E depois cantou no segundo trio 'I Kissed a Girl' com mais uma rapariga loira e um outro rapaz meio rouco?
É o meu melhor amigo. E eu tenho muito orgulho nele.
Este é o canal dele no Youtube. E só para que saibam, ele é o terceiro músico português mais visto. Logo a seguir à Mia Rose e à Ana Free.

Weee

Imagem
Acabou agora mesmo (tipo, mesmo agora mesmo) de sair para o meu pc a primeira temporada de Lost. Vá, gozem lá comigo. 'A primeira temporada?' Sim, amiguinhos, a primeira temporada. Depois de mais de meio ano à espera. É hoje que começa o vício - mesmo que seja com uns cinco ou seis anos de atraso.
Imagem

Um mês sem a best

Imagem
Um mês sem uma das vossas pessoas. Not really that easy. É que há tanta, mas tanta coisa que eu sinto falta. E que tal uma listinha?
. Rir às gargalhadas como só tu me sabes pôr a rir. No último mês só me ri assim uma vez e lembrei-me logo de ti;
. Acontecer-me qualquer coisa - a coisa mais estúpida - e mandar-te mensagem logo de seguida;
. Mandar-te cartas escritas à pressa com tinta azul-verde fluorescente sobre o rapaz do cinema;
. Falar sobre o deus-maligno;
. Ver-te comer o teu swirl preferido com topping de menta com aquele ar todo deliciado e fazer cara de enjoada;
. Jogar ao ninja;
. Discutir contigo sobre quem é que tem razão sobre como é que tal coisa aconteceu (admitamos, eu tinha razão em 80% dos casos);
. Ir ao cinema contigo ver bons filmes;
. Fazer vídeos de todas as espécies, incluindo alguns em que somos lésbicas e outros em que somos apresentadoras de televisão;
. Fazer sessões fotográficas intermináveis;
. Seres a minha fashion-adviser;
. Falar eternamente sobre o Glee…

Os meus pais são os melhores do mundo.

Imagem
Terça foi dia de jantar de curso. É certo e sabido: dia de jantar de curso, a noite acaba as 23:30 com tudo a vomitar e afins. Então aqui a vossa santa (not!) Buu pensou que queria ir às aulas da quarta-feira seguinte - bastante importantes e difíceis - e tomou a feliz decisão de ir para casa no último autocarro por volta da meia noite.
Já está aqui a vossa Buu na paragem à espera do autocarro quando o telemóvel fica sem bateria. Não faz mal, penso eu, daqui a uns quarenta e cinco minutos já estou em casa. Pois sim. Passados dois minutos de ter entrado no autocarro adormeci que nem uma pedra. Nunca me tinha acontecido.
Pois, então o que é que aconteceu? Dormi mais do que o devido e passei a minha santa terriola e quando acordei - passados uns bons quinze minutos do suposto - já estava noutra terriola. Lindo!
E agora? Pois, Buu estava com telemóvel sem bateria. Buu estava sozinha à noite. Buu estava com medo.
Então uma lâmpada surge na minha cabeça e resolvi perguntar a um rapaz por uma…

Já tenho afilhada!

E mais estranho do que ter afilhada é ouvi-la a chamar-me 'madrinha'.

Há coisas que realmente não mudam

passado um ano, continuo sem gostar de cerveja.

O dia do reencontro

Imagem
Aqui há uns meses sonhava com este dia, a todas as horas. Como seria, onde seria, o que levaria vestido. O que me dirias tu quando me visses. Mas nunca nada é quando queremos nem como queremos. E, assim, passados quase cinco meses voltámo-nos a ver. Não foi bom. Eu já não queria. Não havia uma única célula no meu corpo que ansiasse pela tua presença.
Mas desde há uns dias que tu insistias. Insistias que me querias ver. Insistias que tinhas saudades. E hoje, num acto de desespero meu, para me ver livre de ti, disse que sim. Combinámos em dez minutos. Dei graças de estar de traje. E a primeira coisa que te disse foi: xii, estás todo molhado de suor. E soube-me tão bem tê-lo dito.
Continuas giro, tal e qual como me lembrava. Mas, e agora percebo e vejo, não há nada de interessante em ti. Só tens um assunto: tu. Não sabes manter uma conversa. Os vinte minutos que passámos a tentar conversar foram puro desperdício. E, se tu, meu caro R., estás com algum tipo de interesse podes ir mandar o t…

E ao quinto dia de praxe

deixem-me que vos diga, este ano os caloiros são muito mais giros que o ano passado.
Acabas hoje verão?
vou só ali chorar mais um bocadinho.
É estranho, é horrivelmente estranho estar do outro lado da praxe. Estarmos ali de capa e batina a mandar as caloiras apresentarem-se, ou mandá-las calar, ou mandá-las fazer declarações de amor, ou mandá-las gritar ri-me, f***-me.
É estranho não ser eu que tenho de estar ali com os olhos cravados no chão, a decorar as minhas sapatilhas.
E amanhã vai ser o mais estranho de sempre. É amanhã que começam as aulas deles. Amanhã começa todo o frenesim de decorar 90 nomes e caras. Amanhã começam os berros desmesurados (com certeza não meus). Amanhã começa oficialmente o 'oh caloira!'.
Amanhã vai ser estranho. Porque eu vou estar deste lado. E já não vou ter medo. Nem raiva. Nem frustração. Amanhã um novo ano finalmente começa.

Será que sou a única que... #6

não percebe a seguinte situação:
Estou com um grupo de amigos e recebo uma mensagem no telemóvel. Enquanto estou a responder, oiço-os rirem-se mas não percebo porquê. Então quando pergunto a alguém o que aconteceu, essa pessoa responde-me
'não sei, qualquer coisa a ver com ...' (geralmente a última palavra dita).
Ou seja, está-se a rir de nem sabe bem o quê. E isto acontece-me às resmas.
Imagem
meti-me na boca do lobo. agora lixo-me que é bem feita.
Imagem
a vida anda aborrecidamente parada por estes lados. e por esses?

Ontem

Imagem
saíram os resultados das colocações. Amanhã, lá vou eu, traje e 30º ver como é que é estar do outro lado.
Verdade seja dita, eu estou morta para conhecer as 89 novas pessoas do meu curso.

1 ano

Imagem
1 ano de blog. 14 seguidores. Nunca pensei que chegasse a tanto.
Obrigada.

how stupid is this?

Imagem
Ando completamente viciada a jogar xadrez no computador - algo não anda bem.

Contraluz

Imagem
Mau, mau, mau, péssimo, péssimo, péssimo.
Está tudo errado. A música, a história, os diálogos, os actores. Não, nem o Joaquim d'Almeida salva o barco. A única coisa que se safa é a fotografia.
Estão a ver o poster? Esta cena não acontece.
E depois a ideia até é boa. Eu gosto destas coisas de destino cruzado. Não gosto é de quando me atiram areia para os olhos e o filme é forçado. Demasiado forçado.

Filmes da semana #6, #7 e #8

Err... pois. Numa explicação rápida, cá ficam os filmes das duas semaninhas de férias e desta última semana que acabou de passar.
Contraluz: 5 (o filme é tão mau que prometo que amanhã faço um post só sobre ele e como ele é péssimo).
Frida: 6 (não, não é o meu género).
Little Children: 7 (é o que é, e na minha opinião podia ser melhor).
The Time Traveler's Wife: 7 (esperava tanto mas tanto mais deste filme. limita-se a ser fofinho mas não deixa de ser previsível).
Paris, Je t'aime: 7,5 (bastante bom e muito fofinho. problemas: demasiado comprido).
Pirates of the Carabean II - Dead's Man Chest: 7,5 (sim, aqui a Buu Maria ainda só tinha visto o primeiro, e assim sendo, continuou a gostar mais do primeiro).
The Aviator: 7,5 (bom, bastante bom. problema recorrente: demasiado comprido).

E agora o filme das semanas...
Sin City: 8 (é horrivelmente diferente, no bom sentido. é uma lufada de ar fresco, é definitivamente um filme a ver).



sabem o que estou a (tentar) fazer neste preciso momento?

estou a tentar matricular-me. ou no termo correcto estou a tentar 'inscrever-me em frequência'. sim, aqui a caloira está ansiosa por ser semi-puto e não consegue. porquê? porque o site está lento, lento, lento.

ah, mas ainda não vos disse o porquê deste post. sabem porque é? porque as minhas aulas começam na segunda. isso - na segunda. kill me.
Adenda: ontem não consegui, e hoje estou há mais de uma hora a tentar abrir o site e não consigo. isto está lindo está.

verão

Se há coisa para a qual o Verão me serve é para realinhar as ideias. É no Verão que me volto a definir, que me volto a encontrar comigo própria. É no Verão que volto a ser eu, depois da loucura do ano escolar. Que descubro músicas novas, que vejo muito mais filmes do que no resto do ano todo junto, que leio antes de dormir. Que passo tardes a olhar para o ar e a pensar. Muitas vezes em nada. Gosto tanto do Verão.

Minha querida

Imagem
D., hoje o dia é de alegria, não pela tua ausência - obviamente - mas porque hoje quiseste a independência que todos querem. Hoje tornaste-te uma mulherzinha, hoje tu não hesitaste, hoje não perdeste a oportunidade da tua vida. Hoje disseste que não querias viver a vida de cor, que há coisas a que simplesmente não se pode dizer que não. Hoje foste corajosa, e foste até ao fim, sem voltar para trás, avançaste. Hoje a tua vida mudou. E creio eu, para bem melhor. Hoje deixaste-me mais orgulhosa do que em qualquer outro dia.
É por isso que me esforcei para lá estar. Porque queria estar presente nesse passo da tua vida. Afinal já tens vinte anos! É por isso que não chorei e que viste sempre um sorriso confiante no meu rosto. As lágrimas ficam para o ontem, doloroso, ou para logo à noite. Mas são só minhas, e são lágrimas egoístas.
Porque tu, minha querida D., hoje não merecias lágrimas, mas sorrisos, porque hoje o dia foi de alegria.

Tipo, isto é a melhor coisa que vai acontecer este ano

(ou se não for fica no Top5 vá)
o Mika vem à Latada de Coimbra, meus amigos. Vem aqui, de mão beijada. E quem vai estar na fila da frente sei eu bem.

Holiday

Imagem
Aqui a vossa blogger preferida esteve de férias, na praia, e depois, na bendita Lisboa. Mas já está de volta. Fotos? É já a seguir, my dear followers.

















all fotos by myself :)

Filmes da semana #4 e #5

Não é fácil. Quando se tem muita gente (incluindo dois miúdos fofinhos de dois e cinco anos) conseguir estar sossegada a ver um filme. O meu computador também já não é o que era, por isso de vez em quando também não lhe apetece. Por isso, e como tenho visto tão pouquinhos, juntam-se as duas semanas e já não parece tão mal.
Lost in Translation: 7 (podia ser mesmo bom, mas fica pelo caminho).
Babel: 7,5 (não há realmente muito a dizer, podia ser bastante melhor).
Juno: 8 (muito bom, sim.)

E agora o filme da semana:
Toy Story 3: 9 (absolutamente fan-tás-ti-co. De corrida aos Óscares, obviamente, mas não só como melhor filme de animação, como melhor filme do ano, de certeza. E, sim, estava com um medo terrível que fosse uma desilusão como Shrek Forever After. Mas só veio provar que as sequelas nem sempre são de pior qualidade: este é o melhor dos três. E, sim, fartei-me de chorar no fim).



se há coisa em que sou realmente defeituosa, é no facto de exigir demais das pessoas, e depois, claro, desiludo-me.
como foi sequer possível que eu nunca tivesse prestado atenção a esta música?
A Fine Franzy - You Picked Me
Imagem
tenho filmes que me aquecem o coração. que quando penso neles me dá vontade de os ver outra vez. e outra vez. tenho aí uns cinco. querem saber quais são? então eu digo.
este:


e este:
e mais este:

e ainda mais este:
e, por fim, este:
sim, provavelmente quando acabar de ver a interminável lista de filmes alguns serão candidatos a este top tão especial.
e sim, mana congratula-te lá. eu sei, foste tu que mos mostraste (quase) todos.