terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Hoje rendi-me ao sentimentalismo

Anda, vá, vem comigo, não tenhas medo. Eu sei que é a tua missão de me protegeres, mas não tenhas medo. Eu pego-te na mão com força e não te deixo ir. Não te vou deixar ir. Não vou.
E, fica comigo. Fica. Por favor.

Sem comentários:

Lá vou eu, a alta velocidade

Meses a ansiar por Junho e Junho chegou. Possivelmente um dos meses mais stressantes da minha vida, onde vi as minhas maiores olheiras de se...