terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Hoje rendi-me ao sentimentalismo

Anda, vá, vem comigo, não tenhas medo. Eu sei que é a tua missão de me protegeres, mas não tenhas medo. Eu pego-te na mão com força e não te deixo ir. Não te vou deixar ir. Não vou.
E, fica comigo. Fica. Por favor.

Sem comentários:

Aos 25

Passei a meia-noite de 7 em Budapeste com uma das minhas melhores amigas e foi o melhor dia de anos de sempre. Entre almoçar McDonalds e jan...