sexta-feira, 5 de março de 2010


Estou aqui a pensar em ti e em como tu és a metáfora da perfeição. És como um bombom de chocolate com o meu recheio preferido. Onde andaste tu hoje? Desapareceste da minha vista e assim eu não vivo. Não demores mais, estou cheia de saudades tuas.Não consigo sequer conceber acordar e tu não estares ao meu lado. Não agora. Tu ainda mal sabes que existo. Mas eu não me importo. Por enquanto, não me importo de ir sonhando contigo. E comigo. Com a tua mão na minha. Com os teus lábios nos meus. Tens um sorriso cansado. Eu gosto dele assim. Não te preocupes. Eu gosto de tudo em ti. Já não faço frases articuladas entre si sequer, já reparaste? É isto que provocas em mim.

Da tua, Maria. (não, não é o meu nome)

1 comentário:

Débora Orrico disse...

que delicia *.* adorei <3

Lá vou eu, a alta velocidade

Meses a ansiar por Junho e Junho chegou. Possivelmente um dos meses mais stressantes da minha vida, onde vi as minhas maiores olheiras de se...