quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Minha querida


D., hoje o dia é de alegria, não pela tua ausência - obviamente - mas porque hoje quiseste a independência que todos querem. Hoje tornaste-te uma mulherzinha, hoje tu não hesitaste, hoje não perdeste a oportunidade da tua vida. Hoje disseste que não querias viver a vida de cor, que há coisas a que simplesmente não se pode dizer que não. Hoje foste corajosa, e foste até ao fim, sem voltar para trás, avançaste. Hoje a tua vida mudou. E creio eu, para bem melhor. Hoje deixaste-me mais orgulhosa do que em qualquer outro dia.

É por isso que me esforcei para lá estar. Porque queria estar presente nesse passo da tua vida. Afinal já tens vinte anos! É por isso que não chorei e que viste sempre um sorriso confiante no meu rosto. As lágrimas ficam para o ontem, doloroso, ou para logo à noite. Mas são só minhas, e são lágrimas egoístas.

Porque tu, minha querida D., hoje não merecias lágrimas, mas sorrisos, porque hoje o dia foi de alegria.

2 comentários:

debbie clementine disse...

obrigada, um grande obrigada Buu. (sim, enganei-me e escrevi o teu nome e tive que mudar, foi mais forte que eu).

obrigada pelo apoio, obrigada pela surpresa, obrigada pelos sorrisos, obrigada pela tua enorme amizade e dedicacao, obrigada por estas palavras. obrigada minha querida. obrigada por seres das pessoas que mais amo e por ter a certeza que te quero na minha vida para sempre. obrigada.

ja' te disse que te amo asisim para la' do muito? e', amo-te assim para la' do muito ♥

buu disse...

fazes-me sempre chorar, estou cada vez mais tu (a)

Aos 25

Passei a meia-noite de 7 em Budapeste com uma das minhas melhores amigas e foi o melhor dia de anos de sempre. Entre almoçar McDonalds e jan...