segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

e vou ficar assim até sexta

tenho coisas para estudar? tenho. vou estudá-las? vou pois. vou-me irritar por não perceber nada daquilo? não senhor. vou decorar tudo na perfeição e tirar um notão no exame de quinta? vou sim senhor. vou manter em mente que sexta não tenho absolutamente nada para fazer? todos os minutos.

e chiuu, que agora estou em modo zen.

Janeiro

Foste mauzinho comigo, mesmo mauzinho. Acho mesmo que nunca tive um Janeiro tão péssimo. Por isso eu sei, que tu, 2011, vais-me compensar nos próximos 11 meses não é? Óptimo, eu sabia que tínhamos acordo.

sábado, 29 de janeiro de 2011

mesmo

mesmo que só te veja uma vez por semana, mesmo que sejam duas ou três horas semanais, mesmo que passe o resto do tempo cheia de saudades, mesmo que fique com a sensação que ficou tanto por te dizer, mesmo que esteja um frio de morte e tenhamos de encontrar os sítios mais estranhos para estarmos juntos, tu sabes bem como me fazer feliz. e isso é que importa.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Isto assim não dá. Mais uma semana de estar em casa todas as horas do dia, de pijama, entre o aquecedor, passagens rápidas pelo fb, e o escritório isolado do resto da casa a estudar e só sair para ir fazer exames e voltar logo de seguida não dá. Não dá, levem-me para o Sobral Cid, façam de mim o que quiserem, mas não me obriguem a mais uma semana neste inferno.
E se for para depois ter resultados como o de ontem, então não mesmo, obrigada, mas recuso a oferta.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

oh yeah

quaseee. Ao que parece, no meu pequeno mundo de apostas, faltaram estes



e há ali outros três (Hereafter, Tangled e You Will Meet a Tall Dark Stranger) que saltavam fora. De resto, entre melhor filme, melhor filme de animação e melhores actores acertei em tudooooo. Uhuh!

E que feliz que eu era se fizesse disto vida. Buu Maria, já era tempo de aprenderes que essas coisas não se dizem.

Já disse alguma vez que gosto muito disto?

(500) Days of Summer

é que gosto mesmo muito.

May the force be with you.


O meu namorado é um geek de Star Wars, e à conta dele já vi três dos seis filmes (e os outros três vão ser brevemente, sei bem). Ontem ficou absolutamente histérico quando viu que havia um xadrez com peças à escala com personagens do filme. A última é que quer ir no Carnaval de Darth Vader com um fato que custa cinquenta euros (!). Por este andar eu tenho de ir de Princesa Leia ou parecido. Logo eu que nem gosto por aí adiante do Carnaval.

Mas sim, podia-lhe dar para pior.

domingo, 23 de janeiro de 2011

sábado, 22 de janeiro de 2011


o pior de nós os dois juntos é eu ser tão estupidamente insegura. mas digo-te: às vezes tu não ajudas nada.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

é a verdade, ando a falhar

e começámos a época pré-Óscares. Ora bem, tendo em conta os que já vi e que podem hipoteticamente estar nomeados:






e os que me faltam:











acho que a expressão 'tenho de me pôr ao caminho' se adequa perfeitamente.

Admito: não foi tão mau assim.

Não foi assim tão mau, chego a dizer que foi engraçado. Fiquei até com boa impressão daquilo. Deu para rir. E para dizer que têm bons cozinheiros, o arroz de pato estava bom.
e tu não reparas, mas gosto tanto de cheirar as tuas luvas quando mas emprestas. cheiram a ti, e tu cheiras tão bem.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

E venham daí os vossos berros histéricos em uníssono com o meu,

passei ao cadeirão de primeiro ano deixado para trás o ano passado (com 10, mas isso não importa)!

Help?

Digam-me, por favor, meus queridos seguidores, que amanhã não sou a única por estas bandas a ir ao Dia da Defesa Nacional. Só me apetece gritar por socorro.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

2 meses. Dois meses. Dois. 2. Tempo que nem o vi, passou por mim a correr, mal tive tempo de lhe dizer um olá.

2 meses do mais feliz que podia haver. Com poucas discussões, muitos sorrisos. Sem dramas. Com muitas parvoíces, e risos descontrolados, e quedas e nódoas negras.

2 meses de uma distância a que não se pode chamar distância. (Mas, e se eu lhe quiser chamar distância? Chamo e pronto.) De nos vermos aí uma vez por semana, duas em semanas melhores, uma vez a cada quinze dias em semanas péssimas.

2 meses de voltar ao secundário e lembrar-me outra vez do que é ter o mesmo horário todo o ano, de testes, de turmas de vinte alunos, de miúdas que só sabem chatear.

2 meses de te trazer para o mundo da universidade e de te ensinar coisinhas mínimas e insignificantes que sei que tu adoras.

2 meses muito, muito felizes. Gosto tanto de ti, meu urso ♥

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Parabéns D., já são 21


Contigo, há sempre motivo para rir. Seja por causa de visitas inúmeras a certas paragens de autocarro, ou por sessões fotográficas que nunca acabam, ou porque falas alto demais quando estamos a falar no Skype e contas coisas que não são para contar à minha mãe, ou por viagens memoráveis na tua scooter. Há sempre alguma coisa para fazer contigo. Sempre. Contigo o tempo nunca é desperdiçado. Seja em swirls, em gomas, em batatas fritas, em sumos de quarenta cêntimos, em panikes, em coisas caríssimas no Starbucks, em tabletes de chocolate inteiras, em chás. Ou em compras de livros de 1,5€ que ainda estão na minha prateleira à espera de serem lidos. Ou em visitas à nossa querida Lisboa. Ou em idas ao cabeleireiro. Ou em idas às compras. Contigo há sempre alguma coisa para falar. De mim e das minhas crisezinhas de auto-estima que finalmente já acabaram. De ti e dos teus acampamentos e de pessoas que conheces sempre por lá. Do deus-maligno. De pessoas que vivem em Lisboa. De pessoas que vivem no Norte. De pessoas de Coimbra. De pessoas da nossa santa terrinha. De livrecos que envolvem vampiros e lobisomens. De conversas menos fúteis. Como filmes, filmes sem fim. E ideais. E sonhos. E viagens à Suécia. E dos anos desde que já somos assim bests bests, assim como quem não quer já lá vão quatro anos. Contigo também já houve motivos para chorar. Por separações que achávamos que iam ser uma grande coisa. Olha acabar o secundário, grande coisa. Sabíamos lá o que estava para vir e sabíamos lá que éramos fortes, muito mais fortes do que pensávamos. Sabíamos lá que tínhamos uma amizade destas que resiste a tudo. Se calhar sabíamos, não queríamos era acreditar.

Às vezes penso - penso não, sei - que mesmo que tu fiques nesse canto do mundo e mesmo que eu fique neste para sempre e nos vejamos de três em três meses, ou de oito em oito, ou de mais em mais vamos ser sempre bests. Sempre. É que é uma coisa que não acaba, não esmorece.

Parabéns D., já são 21 ♥

hoje é o teu dia, que dia mais feliz


Lembraste de quando andávamos na Escola Primária juntas e no fim das aulas corríamos para casa para ver isto? Hoje o dia é todo teu, minha best, todo teu. Parabéns, já vais em 21 ♥

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

olha que, realmente


há pessoas que só me dão vontade de rir. Ou de chorar. Mas não, neste caso é de rir.
É que realmente há vezes em que eu gostava tanto de ser daquele tipo de gente que é muito superior e que nada nem ninguém os atinge e está-se na boa, tudo bem, eu sou tão boa, e o resto é paisagem. Não sou assim, e depois como não sou tenho de - lá está - aturar o resto que é supostamente paisagem.

Mas estava eu a dizer que há pessoas que só me dão vontade de rir. Então certas miúdas, ui! E miúdas que não sabem o que querem? A-do-ro. Eu também nunca sei o que quero. Ora um dia apetece-me gelado de morango, noutro apetece-me chocolate. Num dia apetece-me andar de botas noutro sou toda sapatilhas. Mas não ando a chatear os outros com as minhas santas estupidezes e indecisões, e aiai que sou tãoooo indecisa.

Então estas miúdas vai que num dia estão tão apaixonadas pelo nosso moço e eu quase - quase! - tive pena, vai que elas até são simpáticas, espero que encontrem alguém que goste delas e tal. Depois entraram na fase de me irritarem e começaram com aquelas conversas de treta do 'vê lá se gostas mesmo dela, olha que eu gosto tanto de ti'. Por fim, vai que noutro dia - leia-se uma semana depois de ter andado a 'atazanar' a cabeça do rapaz - já estão tãooo apaixonadas por outro.

Valha-me a minha santa paciência.

sábado, 8 de janeiro de 2011


Neste momento entre mim e a minha sra. consciência:
- Buu vai estudar, sabes que precisas! Tens exame segunda, terça e sexta! Pára de ouvir isto repetidamente e vai!
- Mas a música é tão bonita...
- Isso daqui a pouco já passa no rádio, vai lá!
- Posso só ouvir mais uma vez?

Eu bem posso fazer olhinhos de bambi, mas a minha consciência não é sensível a boa música.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

imaginem porem a vossa vida toda em águas de bacalhau durante três anos. pronto, essa sou eu. quem havia de ter a mania de inventar essa treta chamada sonhos? e quem me manda a mim querer realizar os meus? e quem me manda a mim estar num curso absolutamente detestável onde tudo o que eu mais penso por dia é 'pois, eu não pertenço aqui'? e é assim que fico, em águas de bacalhau mais um ano e meio (que outro ano e meio já lá vai).

domingo, 2 de janeiro de 2011

e eu não me importo de deitar os teus defeitos - que nem são nada por aí além, mas que de vez em quando me irritam a sério - pela janela fora, para o caixote do lixo, quando vens com toda essa perfeição para junto de mim e me deixas com este sorriso estúpido, e com os meus olhos mais que brilhantes. tu vens e eu só te vejo a ti. deixas-me sempre bem, sempre quentinha, mesmo que esteja um frio de rachar. fazes com que não me importe de dar uma valente queda e molhe o meu vestido novo só porque tu estás lá comigo e me apanhas. fazes com que eu me sinta a mais bonita de todas quando sei que não sou. vês-me por dentro, sabes como eu sou e não me queres mudar nem um bocadinho. e depois disto tudo sabes o quão difícil é deixar-te ir embora?

true friendship

boa viagem minha best, estes oito meses vão passar a voar, pelo menos assim o espero ♥

sábado, 1 de janeiro de 2011

Se há coisa que eu realmente não entendo

é porque é que na passagem de ano há sempre pelo menos um canal generalista a dar filmes porno. Vai-se lá perceber, mas que já é tradição é.

Aos 25

Passei a meia-noite de 7 em Budapeste com uma das minhas melhores amigas e foi o melhor dia de anos de sempre. Entre almoçar McDonalds e jan...