domingo, 30 de outubro de 2011

let the sunshine in.

e aí estamos nós de novo, como só nós sabemos ser, com risos parvos e situações mais ridículas que só acontecem contigo. o sol voltou e este calor sabe-me tão bem.



damn it, gosto tanto de ti que parece mentira. 

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

é amanhã!


e disto é o que vai ser feita a minha noite de amanhã. pois que é mais um dia de Latada e estes meninos vão lá estar. e quem não vai faltar e vai lá estar do início (aos berros, como sempre) sei eu bem quem é.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

e não,

não gosto nada desta chuva, detesto-a tanto que só me apetece chamar-lhe nomes. detesto o tempo húmido, a sensação de carregar o guarda-chuva e ficar molhada na mesma, detesto olhar para o céu e estar cinzento, detesto como o meu cabelo fica, detesto não saber o que vestir, detesto andar sempre abraçada a mim própria para me tentar aquecer. detesto isso tudo, tudo tudo.
e às vezes ficamos assim, o mau humor assola-nos, e, de repente, tudo o que me parecia feliz, cheio de raios de sol, e sorrisos do dia à noite perde-se algures. a dor aqui dentro instala-se e eu fico à espera que nós voltemos a ser o melhor que sabemos ser, sem desconfianças nem ressentimentos, porque eu sei que voltamos sempre. e a espera custa, muito. mas sei sempre que vale a pena.


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

11.

sempre achei que os 11 meses de algo eram um bocado postos de parte, sem importância. chegam os 11 meses e o primeiro pensamento que nos chega à cabeça é 'já falta um mês para fazer um ano!'. os 11 são invisíveis, ninguém lhes liga. mas eu, eu quero saber deles. porque 11 são mais importantes do que 10 ou 9 ou 8. os 11 são fofos. e já são nossos. ♥

domingo, 16 de outubro de 2011

Epá

não gosto nada mas nada daquela Fanny. Não suporto mesmo, pronto.

há qualquer coisa em ser-se do terceiro ano da faculdade

que não me deixa tempo para vir aqui dizer nada, nem bacoradas sequer. ou é chegar a casa às 21h da noite absolutamente estafada que só quero jantar-chichi-cama, ou então são as tardes livres passadas a fazer trabalhos/estudar para frequências/estar em filas de fotocopiadoras como a do Jumbo durante uma hora. não dá. não sei para onde foi o meu tempo todo, de repente parece que o meu dia está predefinido e não dá para sair da rotina. por isso, cheira-me, lá para as férias do Natal eu volto cá e volto a ser uma blogger que até posta frequentemente.

ah, e aquele header em rosa já é uma coisa que me dá vómitos, qualquer dia deixo só o desenho e pronto.

domingo, 2 de outubro de 2011

depois de um bom tempo

aqui está, novo design do blog com um header mais fofinho que sei lá, com desenho da autoria do meu homem. Fica até me cansar, que este rosa é coisa para me fartar num instante.

O meu quintal é um zoo

O meu quintal tem qualquer coisa de mágico. É um terreno grandito atrás da minha casa, com árvores, o sítio onde o meu cão vivia e tem ainda um baloiço que foi prenda de anos de quando fiz sete anos. Mas ultimamente tornou-se ainda mais especial. No verão dois gatos resolveram fazer dele a sua casa. Os meus pais foram-lhe dando comida até que eles, passado aí um mês, desapareceram sem deixar rasto. Aqui há cerca de algumas semanas foi a vez de dois coelhos. Fofinhos que só eles, passeavam aos saltinhos e comiam a ervinha que nem desenhos animados. Passado algum tempo desapareceram também. O cão da vizinha de vez em quando também resolve visitar-nos, aos pulos e a morrer de fome porque a senhora raramente lá pára para lhe dar comida.

Mas a mais recente aquisição foi a desta manhã. Ponham os olhos nesta delícia:
cabrinha no quintal da Buu
Depois disto estou curiosa para ver o que se segue. Talvez um esquilo, ou quiçá um urso ou um leão.

That awesome feeling

Quando ontem à tarde duas pessoas dizem o mais banalmente possível: "Sim, a Buu é das pessoas mais simpáticas desta empresa" A...