domingo, 19 de fevereiro de 2012

afinal 15 meses sempre são 15 meses

e sabem sempre bem, desde que sejam contigo. onde não há lugar para grandes chatices e para grandes amuos. em vez disso temos sempre as estupidezes e parvoíces do costume, os sorrisos e olhares cúmplices, o saber que estás sempre ali e me percebes sempre, com um entendimento que ainda hoje fico espantada. o saber que somos um do outro.

2 comentários:

м♥ disse...

E é tão bonito, não é?

Maria disse...

E passam a correr!

Nada que uma boa noite de sono não resolva

Chegou a terça-feira e tinha uma dor de cabeça horrível e sentia um cansaço generalizado. O meu corpo estava a suplicar-me para parar de mar...