terça-feira, 5 de junho de 2012

sou uma pequena orca no que toca à fome

Quem me conhece desde pequena não me reconhece mais. Até aos meus 15 anos fui magrinha até mais não, reclamava que não tinha peito (bem...daqui pouco ou nada mudou, adiante!), que não tinha ancas, que as minhas pernas pareciam palitos, lá está, eu vestia um 32 de calças. Enfim, verdade seja dita, para quem não comia grande coisa era difícil engordar.

Pois que as coisas mudaram e eu ganhei aquele gosto pela comida. Principalmente quando tenho fome. É que vem tudo ao prato! Como, como, como, e depois fico mal-disposta.

Desde os meus quinze anos ganhei 10kg (o que não é grave admito, que eu era quase invisível). Entretanto, e neste último mês já ganhei mais cerca de 1,5kg. Ontem fui para a cama com um caldinho verde comido só porque sim - porque quando se está doente não se tem fome - e hoje acordei às seis da manhã com uma fome terrível com sonhos em que estava a morrer de tantas dores de estômago.

Posto isto, continuo com o estômago às voltas, por isso acho que vou dar ali uma voltinha à cozinha...

Sem comentários:

That awesome feeling

Quando ontem à tarde duas pessoas dizem o mais banalmente possível: "Sim, a Buu é das pessoas mais simpáticas desta empresa" A...