terça-feira, 27 de novembro de 2012

Precisa-se urgentemente

de uma folga bem passada a actualizar-me de Dexter, debaixo de uns quantos cobertores sem fazer nenhum. Isto de trabalhar e estudar ao mesmo tempo é para lá de cansativo. E utilizar as minhas folgas para viajar para a terra natal ou para ir para a rambóia também não tem ajudado. Ah, e estar doente pela terceira vez em dois meses também não.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Uma pessoa vê isto no 9gag


e pensa: Josephzinho, fofinho, a sério, eu sei que não sou tão gira como a Zooey, mas acredita que te podia fazer muito feliz homem! É a verdade, tenho uma panca por este senhor. É fofo, pronto.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Buu, a cantora

Toda a gente sabe perfeitamente que sou a pessoa que conhece que canta pior. Canto mal, é um facto. Até a minha mãe - e as mães têm sempre aquela mania irritante de dizer que os filhos são bons a tudo - concorda. Pois, eis que chegou a hora de mudar tal coisa. A semana passada na aula de Voz foi-nos proposto que cantássemos uma música à vez, à capela, à frente de todos. Pânico. Fui a última e foi terrível como podeis imaginar. Hoje volto a ter aula e tenho de cantar não uma, mas duas, outra vez à frente de toda a gente. A primeira opção é chochinha e ainda me estou a ver se me livro dela. A segunda opção é esta:


Só coragem da minha parte, hein?

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

19.nov

Sabes, é engraçado como há um ano atrás este dia era tão importante para nós, e se pensarmos no ano de 2010 chegamos à conclusão de que ainda mais importante foi. E hoje é só mais uma segunda-feira, igual a tantas outras, como outra qualquer. Para mim, é mais do que isso, é essencialmente um dia difícil. E tinha um texto enorme e bonito para ti, mas desisti dele. Ou melhor, desisti de o publicar. Porque não interessa, não importa nem acrescenta nada. E porque, sobretudo, eu tenho de te deixar ir por completo, e de vez. E hoje é um óptimo dia para o começar a fazer.

domingo, 18 de novembro de 2012

Confusões à parte aqui na loja,

Deixem-me dizer-vos que este foi o melhor fim de semana que já passei desde que vim para Lisboa. Porquê? Porque a minha melhor amiga veio visitar-me e só por isto está tudo explicado.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Nojo

O nojo é uma das seis emoções básicas. Encontra-se frequentemente ligado ao paladar e ao olfacto e consiste numa sensação de repulsa ou de incómodo diz a wikipédia. Pois bem, hoje a olhar para umas fotos (não minhas, se o fossem caíriam no campo da vergonha com certeza) em que bastou ter uma certa e determinada pessoa, foi exactamente isto que senti, nem mais, nem menos.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Obrigada Greve Geral

por amanhã me fazeres levantar mais cedo para ter de caminhar durante meia hora até ao trabalho, também já me estava a parecer que estava a ficar com uma certa barriguita.

(se se perguntarem porque é que não faço greve a resposta é simples: trabalho naquele sítio há 15 dias, não gosto nada da austeridade, mas gosto ainda menos do desemprego, principalmente do meu.)

domingo, 11 de novembro de 2012

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Sabes que o Centro Comercial onde trabalhas é um sitio 'bem' quando

depois de ontem teres andando com a Luísa Sobral no mesmo autocarro para aqui, hoje apanhares, só na hora de almoço, uma actriz de novelas da tvi, o Tó-Zé Martinho e o Tiago Bettencourt.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

No meu curso há uma rapariga que está a trabalhar este texto e eu gostei muito dele.



'Eu sou feito de
Sonhos interrompidos
detalhes despercebidos
amores mal resolvidos

Sou feito de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão

Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci

Eu sou
Amor e carinho constante
distraída até o bastante
não paro por instante


Tive noites mal dormidas
perdi pessoas muito queridas
cumpri coisas não-prometidas

Muitas vezes eu
Desisti sem mesmo tentar
pensei em fugir,para não enfrentar
sorri para não chorar

Eu sinto pelas
Coisas que não mudei
amizades que não cultivei
aqueles que eu julguei
coisas que eu falei

Tenho saudade
De pessoas que fui conhecendo
lembranças que fui esquecendo
amigos que acabei perdendo
Mas continuo vivendo e aprendendo.'

Martha Medeiros

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

'Boa tarde, quer experimentar os nossos iogurtes?'

Ontem tive a bela missão de fazer amostras de iogurtes lá do trabalho e ir para a frente da loja com um tabuleiro a oferecer aquilo às pessoas. A boss ainda me perguntou se eu não era tímida e se era capaz, e eu lá lhe respondi que sim, que sou tímida, mas como ninguém me conhece não tinha problemas nenhuns. Talvez se fosse em Coimbra, a história teria sido diferente.

Lá fui eu, e devo ter repetido a frase umas cem ou duzentas vezes, sem exagero. E digo-vos: aqueles iogurtes são mesmo bons e têm bom aspecto. E eu estava a dá-los. A dá-los, estão a ver? De borla, isso mesmo! De vez em quando aparecia um grupo de amigos e todos queriam, deixando-me toda contente porque assim esvaziava o tabuleiro. Mas, na sua grande maioria, quase ninguém queria. Fiquei estúpida. Eu estou a dar coisas boas e ninguém quer. Houve de tudo: gente que virava a cara, gente que fazia um sorriso amarelo, gente alérgica ao leite, e até velhotas a perguntarem-me pelas escadas rolantes. Enfim.

Aos 25

Passei a meia-noite de 7 em Budapeste com uma das minhas melhores amigas e foi o melhor dia de anos de sempre. Entre almoçar McDonalds e jan...