domingo, 4 de maio de 2014

Como vai a tua vida Buu Maria? Uma bagunça pegada #2 (assim como este post o é)

É que depois temos este lado. Este lado de mim que me mostra cada vez mais caídinha por alguém que eu jurava a mil pés juntos que não. Fui vítima do maior arranjinho que há história, a sério, duvido seriamente que haja outra empresa inteira a conspirar em conjunto para duas pessoas fiquem juntas. É certo que ser a única solteira havia de dar nisto mas...parece que toda a gente nos descobriu antes de nós próprios termos sequer olhado duas vezes um para o outro.

É que depois tenho este lado. Este lado que acha que estou a ser precoce em escrever isto, mas bolas, porque não? Porque em nós já não há nada de precoce, e já tivemos sorrisos e olhares que cheguem. E é achar que não faço ideia do que vi em ti, mas depois perceber-me tão bem: estou farta do mesmo molde de pessoa, dos atadinhos, bolas, estou farta dos atadinhos! E tu és assim um bipolar que não percebo bem: ora és um atado da pior espécie, ora passas horas a tentar convencer-me de que ir contigo dar uma volta seria a melhor decisão da minha vida. E é isso que gosto em ti: da tua agitação, da incógnita, de não te conseguir definir decentemente. E que apesar de meio atado, meio atrevido, não desistes de mim, mesmo eu sendo uma bruta para ti como não sou para ninguém. Ou melhor, sou, é o meu feitio, de vez em quando lá solto uma parvoíce qualquer, e tu, feito parvo também, ris-te. Ris-te das minhas parvoíces e eu acho que isso é um feito, porque são coisas que não interessam nem ao menino Jesus. Ris-te, e depois ainda és fofo comigo. E isso até eu acho que não mereço.

É que depois temos este lado. Este lado que sabemos os dois que é perigoso. Porque somos os dois da mesma empresa, e mesmo não trabalhando no mesmo edifício, sabemos o quão errado isto pode dar. Mas e se der certo? É que pode dar tão certo!

É que juro que tento disfarçar, a sério, tento arduamente, mas está a começar a ficar difícil. Já toda a gente percebeu, só falta tu teres a certeza que, assim como eu sei que estás a começar a ficar caídinho por mim, eu estou a ficar assim caídinha por ti também. Se calhar...só se calhar, devia ser mais explícita.





2 comentários:

Anónimo disse...

ou será que sabe? ;)

Jude disse...

Vai em frente, cachopa! :) Se pode dar tão certo não te faças de demasiado difícil... Não ganhas nada com isso e podes estar a adiar bons momentos que podes ter já! :)

Constantemente dividida

Entre querer que chegue a setembro para começar o mestrado e ter novidades na minha vida e querer que o verão não passe porque é a minha alt...