Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2014

E por hoje é só isto :)

Imagem

Esqueçam lá o Factor X e a Casa dos Segredos

Imagem
Hoje vai der este filmão na RTP1 e eu vou grudar a vê-lo.


Pelos vistos sou interessante aos olhos de muita gente...cusca

Explicaram-me no outro dia como é que são seleccionadas as 'Pessoas que talvez conheças' que nos aparecem numa barra lateral direita no facebook: é gente que andou a cuscar várias vezes o nosso perfil. Desde então que sorrio sempre que olho para lá. Ex-namoradas do meu ex, miúdas que me detestam, colegas de trabalho, pessoas do meu curso com que eu nunca falei, pessoas com quem me chateei há muitos anos...ups, foram todos apanhados!

Se há coisa que me faz ser mesmo feliz no trabalho são as pessoas

E nisso tive uma sorte descomunal. Lá na empresa são tudo boas pessoas. Não sei onde conseguiram desencantar uma selecção tão especial, mas entre as duas salas, chefes e colegas, damo-nos todos bem. Ajuda muito o facto da empresa ser recente e de sermos todos jovens - não há ninguém que tenha mais de trinta anos. O sentimento geral é que somos uma equipa, remamos todos para o mesmo lado e sempre que alguém precisa de ajuda há sempre voluntários. Não há competições mesquinhas, nem falar mal por trás. Aliás, da minha parte o que há mais é risos a toda a hora. É claro que nem toda a gente tem uma afinidade espectacular com toda a gente, e uns se dão melhor com outros, mas isso é normal. E assim, quase nem noto que trabalho cerca de 12h por dia.




2013

se não foi o melhor ano da minha vida, ficou lá perto, tão perto.

Se os primeiros oito meses foram estupidamente pesados? Foram. Detestei trabalhar naquela loja de gelado de iogurte, detestei cada hora e cada minuto, detestei cortar frutas, congelá-las, fazer gelado novo, ir comer às sopas todos os dias, aturar os tipos das sandes e das vitaminas a atirarem-se a mim em desespero, os meus patrões, detestei tanto os meus patrões, e a administração, e o horário, e as minhas colegas. Detestei tudo, mas fui forte, e aguentei-me o mais que pude e que achei necessário. Agora que penso nisso, parece que já foi há muito tempo. E percebo que saí na altura que tinha saído, foi a decisão mais acertada de todo o ano.

Mas 2013 foi um ano de oportunidades e de primeiras vezes:
- Fiz dois espectáculos teatrais profissionais;
- Concluí o meu curso de um ano de formação para actores;
- Fui a castings;
- Fui ao Quem Quer Ser Milionário? e ganhei 500€;
- Fui ao Factor X apoiar o P., amigo com quem no ver…