domingo, 16 de julho de 2017

Mais uma fichinha nesta montanha russa

Quinta-feira chegou e com ela trouxe a minha nota ao exame: 13.5. O suficiente para me garantir uma nota de entrada de jeito para poder entrar sem qualquer problema no curso que quero. A notícia chegou logo de manhã, e eu desatei aos berros de felicidade no parque de estacionamento da minha empresa enquanto falava com a C. Foi, sem qualquer sombra de dúvida a melhor notícia que recebi este ano. Encarei o resto do dia com um sorriso no rosto, e às 17h da tarde foi hora de explicar ao meu chefe que em setembro irei sair da empresa. A conversa correu dentro do expectável, com ele a ficar imensamente triste e a perguntar-se o que poderia ter feito para que eu não me tivesse desmotivado a pique como aconteceu no último ano.

Depois, foi tempo de falar com o meu big boss, o CEO da empresa, e explicar novamente a minha decisão. Não me lembro de na minha vida ter tido uma conversa tão dura psicologicamente. Embora compreenda, aceite e encoraje que eu volte a estudar para ter mais oportunidades no meu futuro, não considera que a escolha do curso seja de todo acertada e empurrou-me para um mestrado em Gestão, à semelhança do que tenho feito nos últimos três anos naquela casa, segundo ele de forma impecável, organizada, extremamente cuidadosa e profissional. Tirar outra coisa sem ser dentro desta área é uma perda de tempo, um gasto de energias e de todo o trabalho que já ali realizei.

Não lhe quis dar a entender, mas fiquei a pensar nisto. E se afinal eu me ando a esconder de algo que eu tenho realmente talento e sempre o demonstrei? Tenho até ao final desta semana para decidir. É claro: não sei o que fazer.


1 comentário:

м♥ disse...

É uma posição difícil para estar. Tens que ponderar tudo muito bem. Boa sorte

Lá vou eu, a alta velocidade

Meses a ansiar por Junho e Junho chegou. Possivelmente um dos meses mais stressantes da minha vida, onde vi as minhas maiores olheiras de se...